Políticas de Planejamento Urbano em Campinas: um estudo de caso sobre o bairro Cidade Satélite Íris

Palavras-chave: Planejamento Urbano, Campinas, Cidade Satélite Íris, Poder Público

Resumo

A cidade é um espaço marcado pela luta de classes, onde o Poder Público Municipal atua como regulador ou mediador dessa disputa. O trabalho aqui proposto faz uso da abordagem dialética marxista como ferramenta para interpretar a realidade urbana local, considerando-se sempre o espaço urbano como um meio em constante transformação. O objetivo é entender de que maneira as principais Políticas de Planejamento Urbano engendradas pelo Poder Público Municipal de Campinas contribuíram e contribuem para a produção do espaço urbano. Toma-se como base para este estudo o caso do bairro Cidade Satélite Íris, localizado na região noroeste do município de Campinas e que apresenta um dos piores índices de desenvolvimento humano.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Pedro Copola, Universidade Estadual de Campinas

Bacharel em Geografia pela Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP) 2017. Membro do NuPHiTT - Núcleo de Pesquisa em História, Território e Tecnologia (NuPHiTT – UNICAMP).

Cristina de Campos, Universidade São Judas Tadeu / Universidade Estadual de Campinas

Doutora em Arquitetura e Urbanismo pela Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade de São Paulo (FAUUSP). Professora do Programa de Pós-Graduação em Arquitetura e Urbanismo da Universidade São Judas Tadeu. Professora Colaboradora Programa de Pós-Graduação em Política Científica e Tecnológica do Instituto de Geociências da Universidade Estadual de Campinas. 

Referências

ARQUIVO MUNICIPAL. Ao D.O.V: Civitas Companhia Imobiliária dos Bons Negócios. São Paulo: 1963.

________. Histórico. Empresa Investimentos Campinas LTDA. Campinas: 1982. 2p.

________. Illmo Sr. Diretor da D.O.V da Prefeitura de Campinas. Companhia Agro-Pecuaria e Industrial de Campinas. Campinas: 12 de dez. 1952.

BADARÓ, Ricardo. Campinas: O despertar da modernidade. Campinas: Cen-tro de Memória Unicamp, 1996. 161 p.

BAENINGER, Rosana. Espaço e tempo em Campinas: migrantes e a expan-são do pólo industrial paulista. Campinas: Centro de Memória Unicamp, 1996. 148p.

BATTISTONI FILHO, Duílio. Campinas: Uma visão histórica. Campinas: Pon-tes, 1996. 79 p.

BISNETO, Victor Begeres. Formação territorial e planejamento urbano: por um uso mais solidário do território de Campinas/SP. 2009. 199 f. Dissertação (Mestrado) – Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas, Departamen-to de Geografia, Universidade de São Paulo, São Paulo, 2009. Disponível em: <http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/8/8136/tde-30112009-122131/pt-br.php>. Acesso em: 21 out. 2017.

CAMPINAS. Prefeitura Municipal de Campinas. Secretaria de Planejamento e Desenvolvimento Urbano. Sumário de dados: população de Campinas e regi-ão. Campinas: 1998. 105p. Disponível em: <http://www.campinas.sp.gov.br/governo/seplama/publicacoes/sumario-dados-demograficos.php>. Acesso em: 20 out. 2017.

_________. Prefeitura Municipal de Campinas. Plano Diretor de Campinas – 2006. Campinas: SEPLAMA/PMC, 2006. 476p.

_________. Prefeitura Municipal de Campinas. Plano Diretor de Campinas – 1996. Campinas: SEPLAMA/PMC, 1996. 303 p.

_________. Prefeitura Municipal de Campinas. Plano Local de Gestão Urbana: Macrozona 5. SEPLAMA: 2007.

_________. Prefeitura Municipal de Campinas. Secretaria Municipal de Meio-Ambiente. Unidade de Conservação de Proteção Integral: Parque Natural Municipal do Campo Grande – Caderno de Subsídios. Campinas: Secretaria Municipal de Meio Ambiente, 2012. 33p. Disponível em: <http://www.campinas.sp.gov.br/governo/meio-ambiente/conservacao-da-natureza.php>. Acesso em: 10 nov. 2017.

CANO, Wilson. Desequilíbrios regionais e concentração industrial no Brasil - 1930/1970. 1981. 447 f. Tese (Livre-Docência) – Instituto de Filosofia e Ciên-cias Humanas, Departamento de Economia e Planejamento Econômico, Uni-versidade Estadual de Campinas, Campinas, 1981.

CANO, Wilson; BRANDÃO, Carlos A. (Org.). A Região Metropolitana de Campinas: urbanização, economia, finanças e meio ambiente. Campinas: Edi-tora Unicamp, 2002. 2 v.

CARPINTERO, Antonio Carlos C. Momento de ruptura: as transformações no centro de Campinas na década dos cinquenta. Campinas: Centro de Memória Unicamp, 1996. 91 p.

CARVALHO, Edemir de. Crise urbana e habitação popular em Campi-nas: 1870-1956. 1991. 108 f. Dissertação (Mestrado) – Instituto de Filosofia e Ciências Humanas, Departamento de Ciências Sociais, Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 1991.

CPDOC (Rio de Janeiro). Fundação Getúlio Vargas. Verbete: D'AGOSTINO, Carmelo. Disponível em: <http://www.fgv.br/cpdoc/acervo/dicionarios/verbete-biografico/d-agostino-carmelo>. Acesso em: 26 nov. 2017.

DORNELAS, Nelito Nonato. A identidade das CEBs. Vida Pastoral, São Pau-lo, ano 47, n. 248 1, p.3-5, jun. 2006. Bimestral. Disponível em: <http://www.vidapastoral.com.br/artigos/eclesiologia/a-identidade-das-cebs/>. Acesso em: 28 out. 2017.

GABRIEL, Eliseu. Projeto de Lei 01-0408/2004: justificativa. São Paulo: 2004. Disponível em: <http://cmspbdoc.inf.br/iah/fulltext/justificativa/JPL0408-2004.pdf>. Acesso em: 25 out. 2016

IBGE. (Org.). Aglomerados Subnormais: Informações Territoriais. 2010. Dis-ponível em: <https://ww2.ibge.gov.br/home/presidencia/noticias/imprensa/ppts/00000015164811202013480105748802.pdf>. Acesso em: 08 fev. 2018.

KOTHER, M. B. M.; FERREIRA, Mário dos Santos; BREGATTO, P. R. (Org.). Arquitetura e urbanismo: posturas, tendências e reflexões. Porto Ale-gre: Edipucrs, 2006. 390 p

KROGH, Daniela da Silva Santos; SALGADO, Ivone. Anhaia Mello e sua con-tribuição para a difusão do urbanismo norte-americano: o debate urbanísti-co na cidade de Campinas na década de 1930. In: IV ENCONTRO DA ASSO-CIAĊÃO NACIONAL DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇ̇ÃO EM ARQUITETURA E URBANISMO, 2016, Porto Alegre. Anais...: Porto Alegre: Anparq, 2016. p. 1 - 18. Disponível em: <http://www.anparq.org.br/enanparq-IV.php>. Acesso em: 13 out. 2017.

LAPA, José Roberto do Amaral. A cidade: Os cantos e os antros. Campinas: Unicamp/Edusp, 1996. 368 p.

MARTINS, Valter. Cidade-laboratório: Campinas e a febre amarela na aurora republicana. História, Ciências, Saúde – Manguinhos, Rio de Janeiro, v.22, n.2, abr.-jun. 2015, p.507-524. Disponível em: <http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_issuetoc&pid=0104-597020150002&lng=pt&nrm=isso>. Acesso em: 30 set. 2017.

NUNES, E. D.; PAVANATI, C. M. A atuação da Comissão Sanitária de Cam-pinas-SP: ações de polícia médica durante a primeira república. Revista de História Regional, Ponta Grossa, v. 21, n. 1, p. 222-247, 2016. Disponível em: <http://www.revistas2.uepg.br/index.php/rhr>. Acesso em: 29 set. 2017.

PAVANATI, Cássia Mariane. A saúde e a doença em Campinas: 1889-1930 (re) visitando uma história. 2013. 88 f. Dissertação (Mestrado) – Saúde Coleti-va - Faculdade de Ciências Médicas, Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 2013.

PINHO, Antônio José de. PPDI – Plano Preliminar de Desenvolvimento Inte-grado de Campinas elaborado entre os anos de 1969 e 1970: depoimento proferido por Antônio José de Pinho. 2004. Disponível em: <http://www.saude.campinas.sp.gov.br/seplan/eventos/camp230/camp2302semipal1.htm>. Acesso em: 19 out. 2017.

RODRIGUES, Fabíola. A invenção da cidade: população e planejamento ur-bano, imaginário e poder na formação urbana de Campinas (1930-2006). 2008. 363 f. Tese (Doutorado) – Instituto de Filosofia e Ciências Humanas, Departa-mento de Demografia, Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 2008.

ROLDÃO, Ivete Cardoso do Carmo (Org.). Memórias do Campo Grande: uma história de lutas e religiosidade às margens da John Boyd Dunlop. Aparecida: Santuário, 2011. 140 p.

SANTOS, Sarah M. M. dos. Campinas nos anos 90: perspectivas e realidade. 2004. Disponível em:<http://www.saude.campinas.sp.gov.br/seplan/eventos/camp230/camp2303semipal3.htm>. Acesso em: 25 out. 2017.

SCHNEIDER, Ingrid Elizabeth. Confrontos e dificuldades na implementação dos instrumentos urbanísticos propostos nos Planos Diretores Municipais de Campinas na década de 90. 2002. Dissertação (Mestrado) - Faculdade de Arquitetura e Urbanismo, Universidade de São Paulo, São Paulo, 2002.

SEMEGHINI, Ulysses Cidade. Campinas (1860-1980): Agricultura, industrializa-ção e urbanização. 1988. 282 f. Dissertação (Mestrado) - Instituto de Econo-mia, Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 1988.

__________. Do café à indústria: uma cidade e seu tempo. Campinas: Editora Unicamp, 1991. 197 p.

SILVA, Maittí Gadioli Monteiro da. Participação popular no município de Campinas: avaliação do processo de elaboração do plano local da macrozo-na 05. 2010. 169 f. Dissertação (Mestrado) - Centro de Ciências Exatas, Ambi-entais e Tecnológicas, Pontifícia Universidade Católica de Campinas, Campi-nas, 2010. Disponível em: <http://www.bibliotecadigital.puc-campinas.edu.br/tde_busca/>. Acesso em: 29 out. 2017.

SILVA, Ricardo Alexandre da. O processo de expansão urbana recente da região sudoeste de Campinas: agentes e impactos. 2013. 131 f. Dissertação (Mestrado) - Centro de Ciências Exatas, Ambientais e Tecnológicas, Pontifícia Universidade Católica de Campinas, Campinas, 2013. Disponível em: <http://www.bibliotecadigital.puc-campinas.edu.br/tde_busca/>. Acesso em: 02 nov. 2017.

VILLAÇA, Flávio. Uma contribuição para a história do planejamento urbano no Brasil. In: DEÁK, Csaba; SCHIFFER, Sueli Ramos (Org.). O processo de ur-banização no Brasil. 2. ed. São: Edusp, 2015. Cap. 6. p. 169-243.

Publicado
2021-04-07
Como Citar
Copola, P., & Campos, C. (2021). Políticas de Planejamento Urbano em Campinas: um estudo de caso sobre o bairro Cidade Satélite Íris. arq.Urb, (30), 56-71. https://doi.org/10.37916/arq.urb.vi30.437
Seção
Artigos