A metrópole comunicacional 3.0

  • Fabricio Farias Tarouco UNISINOS
  • Gabriel Gallina Jorge UNISINOS
Palavras-chave: Cidades, Softwarização, Smartphonização

Resumo

O artigo apresenta, discute e atualiza o conceito de metrópole comunicacional proposto por Massimo Canevacci, fazendo uma reflexão sobre seus desdobramentos a partir de um olhar histórico e evolutivo. Ao revisar a trajetória progressiva deste conceito, o artigo acrescenta o processo de softwarização das práticas e experiências comunicacionais presente nas cidades, e conclui dialogando sobre a smartphonização das dinâmicas urbanas que vem emergindo no contexto explorado. Considerando a conexão de cidadãos e cidade através dos apps, o artigo apresenta uma nova metrópole comunicacional tensionada pela atualização constante dos recursos tecnológicos que a conduzem, dando origem a denominação Metrópole Comunicacional 3.0.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Fabricio Farias Tarouco, UNISINOS

Doutor em Comunicação e Mestre em Design Estratégico, pela Universidade do Vale do Rio dos Sinos (UNISINOS, RS). Realizou Estudos Avançados em Lenguajes y Sistemas Informativos na Universidad de Zaragoza, Espanha. Graduado em Design Gráfico pela Universidade Federal de Pelotas (RS) e em Análise de Sistemas pela Universidade Católica de Pelotas (RS). Atua como Professor e Coordenador do Bacharelado em Design e também é pesquisador nos Programas de Pós-Graduação de Design e de Arquitetura e Urbanismo da UNISINOS.

Gabriel Gallina Jorge, UNISINOS

Mestre em Design Estratégico (UNISINOS, RS). Especialista em Marketing pela Fundação Getúlio Vargas e Graduado em Arquitetura e Urbanismo pela Universidade Luterana do Brasil (ULBRA). Foi sócio fundador do Studio Paralelo, de 2001 a 2005, coordenador de projetos do GADDesign, de 2005 a 2008, e sócio fundador da SCENO Environmental Graphic Design, de 2009 a 2015. É professor de Arquitetura na ULBRA; e de Design Gráfico e Design de Interiores na Faculdade de Desenvolvimento do Rio Grande do Sul.

Referências

ABINEE, Associação Brasileira da Indústria Elétrica e Eletrônica, 2013. Disponível em http://www.abinee.org.br/
BARBERO, J. Martín., La Ciudad Virtual. Transformaciones de la sensibilidad y nuevos escenarios de comunicación., in Revista de la Universidad del Valle., n. 14, agosto de 1996, Cali., pp. 26-38.
BENEVOLO, Leonardo. História da Cidade. 5ª ed. Editora: Perspectiva, 2012.
BLUMENFELD, Hans. A metrópole moderna. In: Cidades: a urbanização da humanidade. 2ª ed. Trad. José Reznik. Rio de Janeiro: Zahar, 1972.
CANEVACCI, Massimo. A cidade Polifônica. Ensaio sobre a antropologia da comunicação urbana. Coleção Cidade Aberta. Ed. Studio Noel, 1993.
CRAPANZANO, Vincent. Hermes' Dilemma and Hamlet's Desire: Essays on the Epistemology of Interpretation. Cambridge, MA: Harvard UP, 1986.
DUBOIS, Philippe. Cinema, vídeo, Godard. São Paulo: Cosac Naify, 2004.
ESTEVES, João Pissarra. Ética da Comunicação e dos Media Modernos – Legitimidade e poder nas sociedades complexas, Lisboa, Gulbenkian/JNICT, 1998.
ERICSSON. Ericsson Mobility Repport. November, Sweden: 2012. Disponível em <http://www.ericsson.com/> Acesso em 25 de abril de 2017.
ERICSSON. 10 Hot Consumer Trends 2016. Ericsson Consumer Insight SummaryMobility Repport. Dezembro. Sweden: 2015. Disponível em <http://www.ericsson.com/> Acesso em 25 de abril de 2017.
FEATHERSTONE, Mike. Cultural theory and cultural change. London; Newbury Park: Sage Publications, 1992.
LEMOS, André. Cidade e mobilidade. Telefones celulares, funções pós-massivas e territórios informacionais. Revista Matrizes Nº. 1 Outubro, 2007.
MANOVICH, Lev. Software Takes Command. San Diego, 2008.
MCLUHAN, Marshall. McLuhan por McLuhan. Rio de Janeiro: Ediouro, 2005.
MERONI, Anna. Creative communities: people inventing sustainable ways of living. Milão: Polidesign, 2007.
PARENTE, André. O virtual e o hipertextual. Rio de Janeiro: Pazulin, 1999.
PELLANDA, Eduardo Campos. A conexão entre lugares e espaços proporcionada pela rede Foursquare. Intexto, Porto Alegre: UFRGS, v. 1, n. 24, p. 164-175, janeiro/junho 2011.
PELLANDA, Eduardo Campos. A conexão entre lugares e espaços proporcionada pela rede Foursquare. Intexto, Porto Alegre: UFRGS, v. 1, n. 24, p. 164-175, janeiro/junho 2011.
SANTAELLA, Lúcia. Linguagens líquidas na era da mobilidade. SP: Paulus, 2007.
SMITH, Andy Hudson – Digital Urban – The Visual City. UCL Centre for Advanced Spatial Analysis. Working Papers Series – Paper 124 – Sept, 2007.
SOUZA, Marcelo Lopes de. ABC do desenvolvimento urbano. 2. ed. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2005. pp. 32-36, 55.
WALRAVENS, Nils. Mobile city applications for Brussels citizens: Smart city trends, challenges and a reality check. Telematics and informatics. n.32. p.282-299. 2015.
Publicado
2020-03-30
Como Citar
Farias Tarouco, F., & Gallina Jorge, G. (2020). A metrópole comunicacional 3.0. arq.Urb, 27. https://doi.org/10.37916/arq.urb.v27i.412
Seção
Artigos