São Paulo, um mosaico visto a partir da Rua Paim

  • Todd Lanier Lester
  • Paula Van Erven
Palavras-chave: Lanchonete.org, Plataforma Cultural, São Paulo, Direito à cidade

Resumo

Todd Lanier Lester é membro fundador de Lanchonete.org, ao qual Paula Van Erven se juntou nos últimos dois anos de seu projeto de cinco anos, que questiona o Direito à Cidade. Eles consideram a intervenção urbana artística e a organização comunitária em São Paulo, tendo suas respectivas experiências como pano de fundo. Lanchonete.org é uma plataforma cultural conduzida por artistas, com duração de cinco anos, focada em como as pessoas vivem, trabalham, navegam e compartilham a cidade contemporânea, tendo o centro de São Paulo como panorama de observação. O nome vem dos onipresentes balcões das lanchonetes – pontos de comércio amigável, sem barreiras, laboriosos e com suas luzes brancas – que ocupam todas as esquinas da cidade. Lanchonete.org discute sobre problemas que cidades grandes encaram, as diferentes formas de “poder urbano”, e o Direito à Cidade, não como uma maneira de definir esses conceitos, mas de estender a plataforma o máximo possível para considerar diversos pontos de vista.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

BAUMAN, Zygmunt. Times of Interregnum. In Journal Ethics Global Politics, vol. 5, n. 1, 2012, pp. 49-56. Disponível em: https://www.tandfonli-
ne.com/doi/abs/10.3402/egp.v5i1.17200.

DAIBERT, Raphael. Enclaves of Struggle. World Policy Institute. 25 de fevereiro, 2016. Disponível em: http://www.worldpolicy.org/blog/2016/02/25/enclaves-struggle

DAIBERT, Raphael, e VICINI, Lorena. Developing Identities to Improve Collectivity. CITIES AS COMMUNITY SPACES CONFERENCE, novembro de 2016, Valletta, Malta.

ERA O HOTEL CAMBRIDGE. Direção: Eliane Café. São Paulo. Produção: Rui Pires, André Montenegro, Edgard Tenembaum e Amiel Tenenbaum. SIWI, Marcio. Pixação: In The story behind São Paulo’s ‘angry’ alternative to graffiti. The Guardian. Janeiro, 2016. Disponível em: https://www.theguardian.com/cities/2016/jan/06/pixacao-the-story-behind-sao-paulos-angry-alternative-to-graffiti.

HARVEY, David. A produção capitalista do espaço. Tradução Carlos Szlak. Coordenação Antônio Carlos Robert Moraes. São Paulo: Annablume, 2005.

HUNT, Daniel. Reclaiming the Jungle. In Brasil Wire. 20 de outubro, 2015. Disponível em: http://www.brasilwire.com/reclaiming-the-jungle/.

LIU, Andrea. Theorising Art Interventions: Manifesta 6 and Occupy 38. Sarai Reader. 09. Disponível em: http://archive.sarai.net/files/original/51072c5b40d7feafdeb093cd5dff0265.pdf.

MOUFFE, Chantal. Artistic Activism and Agonistic Spaces. Arts & Research. Vol. 1 No. 2, 2007. Disponível em: http://www.artandresearch.org.uk/v1n2/mouffe.html.

SCHUM, Mathew. Thomas Hirschhorn: The Spectre of Evaluation, Flash Art, maio-junho 2011. Disponível em: http://www.gladstonegallery.com/sites/default/files/FlashArt_2011_e.pdf .

SHEIKH, Simon. Representation, Contestation and Power: The Artist as Public Intellectual. In Republicart. Outubro 2004. Disponível em: http://republicart.net/disc/aap/sheikh02_en.htm.

SIWI, Marcio. Pixação: In The story behind São Paulo’s ‘angry’ alternative to graffiti. The Guardian. Janeiro, 2016. Disponível em: https://www.theguardian.com/cities/2016/jan/06/pixacao-the-story-behind-sao-paulos-angry-alternative-to-graffiti.

TAYLOR, Karina. Immersed in Context: Jakub Szczesny. In World Policy Institute. 15 de outubro, 2015. Disponível em: https://worldpolicy.org/2015/10/15/immersed-in-context-jakub-szczesny/.

TRIBOLI, Ana. Brazilian Situationism. In Pop Up City. 15 de março de 2011. Disponível em: https://popupcity.net/brazilian-situationism/.
Publicado
2019-12-04
Como Citar
Lanier Lester, T. ., & Van Erven, P. . (2019). São Paulo, um mosaico visto a partir da Rua Paim. arq.Urb, (23), 117-132. Recuperado de https://revistaarqurb.com.br/arqurb/article/view/43
Seção
Artigos