Análise de parâmetros de humanização para espaços públicos

Palavras-chave: Análise da forma arquitetônica, Projeto de espaço público, Avaliação pós-ocupação

Resumo

Com cada vez mais pessoas vivendo no perímetro urbano, a cidade de Coronel Vivida, Paraná, possui um centro público e administrativo que não atende à demanda devido às más condições de uso e dimensionamentos dos espaços. Portanto, este trabalho tem como objetivo identificar e avaliar parâmetros de humanização para espaços públicos e administrativos, abordando como estudo de caso a Praça, a Prefeitura e a Câmara Municipal da cidade. Para isso, é realizada uma revisão bibliográfica, identificando os parâmetros e organizando-os em cinco grupos de atributos: elementos naturais, estrutura, acessibilidade, identidade e legibilidade. Posteriormente, os parâmetros são avaliados por meio da aplicação de uma avaliação pós-ocupação, do ponto de vista técnico e dos usuários. Como resultado observou-se que grande parte dos usuários se sente insatisfeita com os espaços e percebem a necessidade de um novo projeto arquitetônico, urbanístico e paisagístico, que valorize a importância do centro urbano administrativo integrado à comunidade. As contribuições visam à importância da comunicação pública e política, por meio da relação ambiente/comportamento, como forma de inclusão e representatividade social.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Maikieli Bussolaro, Universidade Paranaense

Arquiteta e Urbanista graduada pela Universidade Paranaense (UNIPAR), Campus Francisco Beltrão, Paraná, em janeiro de 2020. Experiência no ambiente de escritório adquirida por estágio, desempenhando as funções relativas ao desenvolvimento de projeto arquitetônico, urbanístico, paisagístico e de interiores. Participação em eventos, atividades de ensino, extensão e pesquisa universitária.

Gislaine da Silva Fernandes, Universidade Paranaense

Arquiteta e Urbanista graduada pela Universidade Federal de Viçosa (UFV). Mestre em Engenharia Civil pelo Programa Engenharia da Construção (UFV). Professora e coordenadora do Departamento de Arquitetura e Urbanismo da Universidade Paranaense, Campus Francisco Beltrão, Paraná.

Adriana Kunen, Universidade Paranaense

Arquiteta e Urbanista graduada pela Universidade Tuiuti do Paraná. Mestre em Engenharia Civil pela Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR). Professora do Departamento de Arquitetura e Urbanismo da Universidade Paranaense, Campus Francisco Beltrão, Paraná.

Mônica Aparecida Gonçalves Scatola, Universidade Paranaense

Arquiteta e Urbanista graduada pela Universidade Paranaense (UNIPAR), Campus Cascavel, Paraná. Mestre em Desenvolvimento Urbano e Regional pela Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR). Professora do Departamento de Arquitetura e Urbanismo da Universidade Paranaense, Campus Francisco Beltrão, Paraná.

Referências

ALEX, Sun. Projeto da praça: convívio e exclusão no espaço público. 2. ed. São Paulo: Senac São Paulo, 2011.
ALEXANDER, Christopher; ISHIKAWA, Sara; SILVERSTEIN, Murray; JACOBSON, Max; FIKSDAHL-KING, Ingrid; ANGEL, Shlomo. Uma linguagem de Padrões: A Pattern Language. Porto Alegre: Bookman, 2013.
ALMEIDA, Rachel de Castro. Paisagem urbana e espaço púbico: um estudo de duas praças de Belo Horizonte. Dissertação - Mestrado em Ciências Sociais na Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais. Belo Horizonte. 2001.
BARROS, Raquel Regina Martini Paula. Habitação coletiva: a inclusão de conceitos humanizadores no processo de projeto. 2008. 200f. Tese (Doutorado em Engenharia Civil, área de concentração Arquitetura e Construção) – Faculdade de Engenharia Civil, Arquitetura e Urbanismo, Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 2008.
BRANDÃO, Pedro. A identificação dos lugares e a sua representação coletiva: bases de orientação para concepção, qualificação e gestão do espaço público. Série Política de Cidades – 3. Centro de Sistemas Urbanos e Regionais (CESUR), Departamento de Engenharia Civil do Instituto Superior Técnico, Universidade Técnica de Lisboa, 2008.
CALDEIRA, Júnia Marques. A praça Brasileira: trajetória de um espaço urbano - origem e modernidade. Tese de Doutorado em História - Instituto de Filosofia e Ciências Humanas na Universidade Estadual de Campinas. [S.l.]. 2007.
CONGRESSO INTERNACIONAL DE ESPAÇOS PÚBLICOS, 1°, 2015, Porto Alegre. Produção do Espaço Público: uma avaliação sob o ponto de vista do usuário. Porto Alegre: FAUPUCRS, out., 2015, 9 p.
ECKER, Vivian Dall’Igna; VAZ, Nelson Popini. Atributos espaciais para a qualificação de praças públicas urbanas. EURO ELECS 2015. Guimarães, Portugal, jul., 2015.
JACOBS, Jane. Morte e Vida de Grandes Cidades. São Paulo: Martins Fontes, 2007.
GEHL, Jan. Cidades para Pessoas. Tradução Anita Di Marco 2. ed. São Paulo: Perspectiva, 2013.
GRAVE, Luís; ROSADO, Ana Rita; CARDOSO, Catarina; BARREIRAS, Diogo; SERRA, Maria da Graça. Carta Municipal do Espaço Público: Caracterização da rede dos espaços exteriores de vivência colectiva. Câmara Muni¬cipal de Odivelas. Odivelas, p. 1-49. 2011.
GOETTEMS, Renata Franceschet; BUENO, Ayrton Portilho. Mapeamento e análise dos espaços de praça da cidade de Joinville - SC. Revista Eletrônica de Arquitetura e Urbanismo. Universidade São Judas Tadeu, São Paulo, n. 22, p. 93-109, mai./ago. 2018. Disponível em: <https://www.usjt.br/arq.urb/numero-22/6-renata-fraceshet.pdf>. Acesso em: 10 out. 2019.
HERTZBERGER, Herman. Lições de Arquitetura. São Paulo: Martins Fontes, 2015.
INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA – IBGE. Censo demográfico 2010. Rio de Janeiro: IBGE, 2010. Disponível em: https://censo2010.ibge.gov.br.
KOWALTOWSKI, Doris Catharine Cornelie Knatz; MOREIRA, Daniel de Carvalho; PETRECHE, João Roberto Diego; FABRÍCIO, Márcio Minto. O Processo de Projeto em Arquitetura: da Teoria à Tecnologia. São Paulo: Oficina de textos, 2011.
LAMAS, José Manuel Ressano Garcia. Morfologia urbana e desenho da cidade. 1993. Lisboa: Fundação Calouste Gulbenkian e Junta Nacional de Investigação Científica e Tecnológica, s/d.
LYNCH, Kevin. A imagem da cidade. São Paulo: Martins Fontes, 2011.
MASCARÓ, Juan Luis. Infraestrutura da paisagem. Porto Alegre: Masquatro, 2008.
NÓBREGA, Maria de Lourdes Carneiro da Cunha; TRINDADE, Isabella Leite. Em busca do bom lugar. Revista Eletrônica de Arquitetura e Urbanismo. Universidade São Judas Tadeu, São Paulo, n. 25, p. 62-76, mai./ago. 2019. Disponível em: <https://www.usjt.br/arq.urb/numero-25/4-maria-lourdes.pdf>. Acesso em: 09 out. 2019.
OLIVEIRA, Lucimara Albieri de; MASCARÓ, Juan José. Análise da qualidade de vida urbana sob a ótica dos espaços públicos de lazer. Ambiente Construído. Porto Alegre, v. 7, n. 2, p. 59-69, abr./jun. 2007.
PEREIRA, Raquel Machado Marques. Três poderes: A Arquitetura Cívica Paulista, 1950-1970. 2012. 230f. Dissertação (Mestrado em Arquitetura e Urbanismo) - Universidade Presbiteriana Mackenzie, São Paulo, 2012.
QUEIROGA, Eugênio Fernandes. Sistemas de espaços livres e esfera pública em metrópoles brasileiras. Resgate. São Paulo, vol. XIX, n. 21, p. 25-35, jan./jun. 2011.
RAMOS, Suzany Rangel; RAMOS, Larissa Leticia Andara; LYRA, Ana Paula Rabello. Espaço público e vitalidade: Parque linear como instrumento de reconciliação em área residual da infraestrutura viária. Revista Eletrônica de Arquitetura e Urbanismo. Universidade São Judas Tadeu, São Paulo, n. 24, p. 126-145, jan./abr. 2019. Disponível em: <https://www.usjt.br/arq.urb/numero-24/7-susan.pdf>. Acesso em: 09 out. 2019.
RHEINGANTZ, Paulo Afonso; AZEVEDO, Giselle Arteiro; BRASILEIRO, Alice; ALCANTARA, Denise de; QUEIROZ, Mônica. Observando a qualidade do lugar - Procedimentos para a avaliação pós-ocupação. Rio de Janeiro: Coleção Proarq/FAU/UFRJ, 2009.
ROGERS, Richard. Cidades para um pequeno planeta. Versão portuguesa de Anita Regina Di Marco. Barcelona: Editorial Gustavo Gili, 2001.
SANTIAGO, Paola Caiuby; MARCHESANO, Tiago. Guia do Espaço Público. 2. ed. São Paulo: Conexão Cultural, 2016.
SITTE, Camilo. A construção das cidades segundo seus princípios artísticos. Tradução Ricardo Ferreira Henrique. 1992. São Paulo: Ática.
Publicado
2020-08-04
Como Citar
Bussolaro, M. ., da Silva Fernandes, G. ., Kunen, A. ., & Gonçalves Scatola, M. A. . (2020). Análise de parâmetros de humanização para espaços públicos. arq.Urb, (28), 201-217. https://doi.org/10.37916/arq.urb.v28i.413
Seção
Artigos