Em busca da casa perdida: a cabana primitiva segundo Laugier e Semper

Palavras-chave: Arquitetura, Habitação primitiva, Teoria da arquitetura

Resumo

O presente trabalho pretende cotejar duas investigações teóricas sobre a casa primordial, que renovaram as discussões sobre o tema em Arquitetura:  a de Marc-Antoine Laugier e a de Gottfried Semper. Em ambos, a habitação primitiva é uma cabana, produto humano, pensado e fabricado pelos homens e, com isso, sujeito à reflexão teórica. Insatisfeitos com a condição contemporânea da Arquitetura, avaliando o momento como uma época de desvirtuamento na prática arquitetônica, Laugier e Semper, cada um em sua época, usaram essa casa imaginada como estratégia discursiva para propor modificações em seu meio. Nesses autores, a imagem da cabana e o discurso sobre ela serviram, em grande medida, como um expediente para tempos percebidos como de crise.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Alice de Oliveira Viana, Universidade do Estado de Santa Catarina

Doutora em Arquitetura e Urbanismo pela Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade de São Paulo (FAUUSP). Professora da Universidade do Estado de Santa Catarina (UDESC).

Publicado
2020-07-31
Como Citar
de Oliveira Viana, A. . (2020). Em busca da casa perdida: a cabana primitiva segundo Laugier e Semper. arq.Urb, (28), 10-25. https://doi.org/10.37916/arq.urb.v28i.423
Seção
Artigos